Logomarca softvaires
Reconhecimento de Placas de veículos (OCR/LPR/ANPR)

Aplicações

Um SRPV (Sistema de Reconhecimento de Placas Veiculares) poderá ser utilizado em qualquer situação que se faça necessário identificar um veículo.
Esse veículo poderá ser identificado pela sua respectiva placa de licenciamento em diversas situação. Dentre elas podemos citar:

Fiscalização: o sistema será capaz de identificar quando o veículo possuir alguma restrição de rodagem (Blitz eltrônica e Blitz itinerante: IPVA Vencido, veículo furtado, restrições judiciais, etc);
Controle de acesso: alguns estacionamentos precisam identificar cada veículo na entrada e saída para computar o tempo de permanência do mesmo. também será possível autorizar ou registrar a entrada de veículos em locais de restrito acesso;

Monitoramento do Tráfego: a engenharia de Tráfego precisa conhecer a velocidade média dos veículos em um determinado percurso, deste modo precisa identificar o veículo no início e término do percurso, assim como seus respectivos horários, para calcular o tempo e velocidade do veículo no percurso; a velocidade média também pode ser utilizada para fiscalizar informações de transito por excesso de velocidade.

Pedágio: As administradoras de Pedágios podem utilizar também, na emissão do bilhete de Pedágio, o sistema de reconhecimento automático de placas evitando, dessa forma, possíveis erros de digitação;

Balanças Eletrônicas: A pesagem e o monitoramento de possíveis irregularidades na frota de veículos federal pode ser úteis às administradoras de rodovias nacionais.
A aplicação mais importante, escolhida pela sociedade mundial, refere-se a segurança no trânsito. Desde que seja usado adequadamente pelos prestadores de serviços públicos e privados, o sistema permite diminuir significativamente o número de veículos que trafegam de forma irregular em todas as rodovias fiscalizadas. Reconhecimento da placa veicular em diferentes ambientes:

O que é a Blitz Eletrônica?
A Blitz Eletrônica faz o monitoramento de veículos através do reconhecimento totalmente automático dos dígitos e letras das placas no momento da passagem pelo local monitorado. O sistema pode operar durante o dia ou noite e não necessita da redução de velocidade do veículo para realizar a identificação.
Ao identificar a passagem do veículo pelo local monitorado, ele registra e armazena a sua fotografia, identifica o número da placa e faz a consulta imediata dos dados cadastrais (marca, modelo, categoria, ano, cor), verificando, em seguida, as pendências (débito de IPVA, multas, restrição de circulação, veículo roubado, dentre outros). O novo equipamento tem condições de identificar, por meio do reconhecimento da placa, carros roubados e atrasos de pagamentos do Imposto de Propriedade de veículos Automotores (IPVA), seguros e multas.

O que é Blitz Itinerante?
É um tipo de Bliz Eletrônica, permite fazer o monitoramento do fluxo veicular com um veículo em movimento. O sistema obtem a placa em tempo real e faz o reconhecimento da placa veicular permitindo a consulta de possíveis irregularidades.

Algumas Imagens da aplicação

Exemplo de identificação de Placa 01

Exemplo de identificação de Placa 01

Exemplo de identificação de Placa 02

Exemplo de identificação de Placa 02

Exemplo de identificação de Placa 03

Exemplo de identificação de Placa 03

Exemplo de identificação de Placa 04

Exemplo de identificação de Placa 04

Tecnologia

Visando facilitar o entendimento de um SRPV apresentamos seu funcionamento, o qual foi dividido baseado em módulos fundamentais: "Imagem de Entrada", "Pré-processamento"; "Localização da Placa"; "Enquadramento da Placa"; "Separação dos Caracteres"; e "Reconhecimento dos Caracteres".


Nossa biblioteca para reconhecimento de placas de veículos está disponível para:


Windows (DLL)
Linux (SO)
ARM (SO)
MIPS (SO)
Android (SO)

1.Imagem de Entrada
A imagem de entrada pode ser obtida pela parte frontal ou pela parte traseira do veículo automotor. Por ser obtida em ambiente não controlado, a imagem de entrada poderá conter, Além da placa de licenciamento veicular, outros objetos que estejam no campo de visão da câmera. O baixo aproveitamento do SRPV poderá estar vinculado à qualidade da imagem de entrada.

2.Pré-processamento
O SRPV foi desenvolvido para operar com imagens em níveis de cinza. Portanto, todas as imagens seráo convertidas para tons de cinza, independentemente se as mesmas forem coloridas ou não na sua origem.

3.Localização da Placa
Essa etapa é a mais importante de um SRPV. Utiliza conjuntamente as propriedades de cor, contraste e parte da geometria dos caracteres, para encontrar as regiões candidatas a terem a placa de licenciamento veicular. não encontrar a região que contenha a placa de licenciamento veicular implica na falha de todos os demais módulos.

4.Separação dos Caracteres
Separar os caracteres significa enquadrar cada caractere para que o mesmo seja repassado ao módulo seguinte: "Reconhecimento dos Caracteres".

5.Reconhecimento dos Caracteres
O reconhecimento dos caracteres é feita utilizando técnicas de inteligência artificial. O resultado final será a exibição da sequencia de caracteres encontrados e reconhecidos pelo sistema SRPV.

Caracteristicas
A partir de uma imagem da parte dianteira ou traseira do veículo, o sistema de reconhecimento de placas de veículos informa:
número das placas lidas.
Placas reconhecidas.
Confiabilidade do reconhecimento.
Confiabilidade por caractere.
Localização da placa na imagem.
Tempo de processamento.
Altura média dos caracteres da placa.
Alta taxa de acertos de reconhecimento.
Possibilidade de fornecer até 5 placas em uma única imagem.
Leitura de Buffer, BMP e JPGs.
Independente do hardware.
Integração imediata com câmera AXIS, Mobotix, JVC, Lilin, Vivotek, Sony, Panasonic, Bosch, Pumatronix, etc...
Rotina de pré-correção de perspectivas.
Rotina de pré-correção de contraste.

Exemplo de Arquitetura ARM

Exemplo de Arquitetura ARM

Além da plataforma x86, foi desenvolvido em 2012, o SDK para outras duas plataformas: ARM e MIPS.

Arquitetura ARM

Arquitetura ARM (primeiramente Acorn RISC Machine, posteriormente Advanced RISC Machine) é uma arquitetura de processador de 32 bits e é usada principalmente em sistemas embarcados. Muito usada na indústria e na Informática, seu desenvolvimento se deu visando obter o melhor desempenho possível, com a limitação de ser simples, ocupar pouca área e ter baixo consumo de energia. Os processadores ARM são conhecidos pela sua versatilidade, pois possuem poucas instruções para programação. são encontrados em PDAs, telefones celulares, calculadoras, periférios de computador, equipamentos POS e Aplicações industriais. Os processadores ARM são 90% dos processadores embarcados RISC de 32 bits.


Arquitetura MIPS

MIPS, acrescimo para Microprocessor without interlocked pipeline stages (microprocessador sem estágios interligados de pipeline - não confundir com o outros significados de "MIPS"), é uma arquitetura de microprocessadores RISC desenvolvido pela MIPS Computer Systems. Em meados de 1990s estimou-se que um em cada três microprocessadores RISC era MIPS.


Os processadores MIPS são usados em Aplicações tais como:

Computadores da Silicon Graphics;

Muitos sistemas embarcados;

Dispositivos com Windows CE;

Roteadores da Cisco;

Videogames como Nintendo 64 e PlayStation.

As primeiras versões das CPU's MIPS eram de 32-bits, mas as mais recentes tornaram-se 64-bits. Existem 5 versões da implementação MIPS, compatéveis entre si, chamadas MIPS I, MIPS II, MIPS III, MIPS IV, e MIPS 32/64. O mais recente, MIPS 32/64 de liberação 2, define um registrador de controle ajustado assim como o conjunto de instruções.

Diversas extenções "add-on" estáo também disponíveis, incluindo MIPS-3D que é um conjunto simples das instruções ponto-flutuante SIMD dedicadas ás tarefas 3D comuns;

MDMX, que é um conjunto de instruções mais extensivo do inteiro SIMD usando os registos ponto-flutuante 64-bit;

MIPS MT , adições ao sistema similar a HyperThreading nas famílias mais recentes de processadores da Intel.

Pelo fato de ser um processador com design "limpo", esta arquitetura MIPS pode ser usada com fins educativos, e influenciou processadores tais como o SPARC da Sun.


Exemplo de Kit de Desenvolvimento para MIPS

Exemplo de Kit de Desenvolvimento para MIPS


Exemplo de utilização do sistema de reconhecimento de placas de veículos:

root:~/sdk/anpr V1.0.0.0# file anpr


anpr: ELF 32-bit LSB executable, MIPS, MIPS-I version 1 (SYSV), dynamically linked (uses shared libs), for GNU/Linux 2.6.0, not stripped

root@:~/sdk//anpr V1.0.0.0# ./anpr Fotos/2.jpg 2

Placa: | C | B | S | 1 | 8 | 9 | * |

Conf. %: |100|100|100|075|099|100|100|

Placa: | Q | E | V| 7 | 0 | 5 | * |

Conf. %: |001|001|001|002|001|001|001|


Exemplo de Kit de Desenvolvimento para MIPS

Android

Android é um sistema operacional baseado no núcleo do Linux para dispositivos móveis, desenvolvido pela Open Handset Alliance,liderada pelo Google e outras empresas.

Segundo a Google, mais de 1 milhão e 300 mil aparelhos com este sistema operacional são ativados todos os dias.

É utilizado por vários fabricantes de celulares como: HTC, Samsung, Sony, Motorola, LG e recentemente a Positivo Informática.


Exemplo de utilização do sistema de reconhecimento de placas de veículos em Android:

Modelo de utilização Android.

Modelo de utilização Android.

Modelo de utilização Android.

Demostração

Receba maiores informação sobre o Sistema de Reconhecimento de Placas de veículos, e um aplicativo de Demostração.

Entre em contato por e-mail comercial@softvaires.com.br, informando:

Nome do contato;

E-mail e telefone de contato;

CNPJ da empresa.

Parceria

As vezes para alcançar objetivos de forma mais rápido e eficaz é interessante contar com experiência e especialização.

Por isto oferecemos a possibilidade de efetivar parceria para execução dos serviços de Integração da DLL/SO ou mesmo desenvolvimento de interfaces com a mesma, sempre dentro de regras pré-estabelecidas e considerando os princípios da ética profissional.

Caso tenha interesse em testar o produto contate-nos para obter maiores informações.